sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Audiência Pública em Maxaranguape discutirá educação em Maxaranguape


O Sinte/RN de Ceará-Mirim e Núcleo Provisório de Maxaranguape convidam a todos os trabalhadores em educação, pais, alunos e população em geral a comparecer na Audiência Pública do dia 22, terça-feira, às 8h30, na Câmara Municipal de Maxaranguape.

A Audiência terá como objetivo discutir a grave situação da educação no município, tendo como alguns dos principais eixos as estruturas das escolas, a desregularidade da merenda escolar e o atraso de salários. Além da educação, outras áreas como saúde e limpeza urbana também estão sendo afetadas por essa crise, promovida pela Prefeitura. Na ocasião estará presente também o Ministério Público e outras entidades a serem convidadas.

Compareça e vigie de perto a administração pública de sua cidade!

Maxaranguape segue em greve e terá assembleia dia 21


Nossa última assembleia no dia 10, quinta-feira, representou um momento muito importante para a luta dos trabalhadores em educação de Maxaranguape. Na ocasião, a greve como instrumento de luta foi reforçada e legitimada. Além disso, conseguimos garantir uma audiência na Câmara Municipal para debater a educação e as condições de trabalho no município.

Porém a luta continua e por isso nossa nova assembleia acontecerá dia 21, segunda-feira, às 8h30, na Escola Municipal Germano Gregório. Teremos como pauta os seguintes pontos:
- Informes
- Avaliação do quadro da greve
- Encaminhamentos de lutas

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Greve Geral está marcada para o dia 11


O país fará uma grande greve geral no dia 11 e Ceará-Mirim não ficará de fora. Teremos uma programação especial para esse dia. Confira:

Ato Público
Praça do Mercado, às 9h30

Assembleia Geral da Educação (estado e município)
Escola Estadual Ubaldo Bezerra de Melo, às 14h
Pauta: 
Conjuntura: Os impactos das reformas da educação
Informes da Audiência do Município de Ceará-Mirim
Escolha do delegado ao Congresso da CNTE
Encaminhamentos

A greve, de forma geral, tem como pauta os seguintes pontos:

SOMOS CONTRA:
à terceirização
à Lei da Mordaça
à PEC 241 e ao PLP 257
à reforma da Previdência
à reforma do Ensino Médio
à flexibilização do contrato de trabalho
à prevalência do negociado sobre o legislado

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Rede Estadual terá assembleia dia 10


Dia 10, às 8h30, na Escola Estadual Winston Churchill.

Pauta:
- Informes
- Conjuntura
- Campanha Salarial

Assembleia da greve em Maxaranguape acontecerá dia 10


Nossa próxima assembleia da greve em Maxaranguape será dia 10, quinta-feira, às 14h, na Escola Municipal Germano Gregório. Confira nossa pauta:

- Informes
- Avaliação
- Encaminhamentos de luta
- Sessão da Câmara de Vereadores, às 16h

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Maxaranguape terá assembleia dia 4

Nossa próxima assembleia será dia 4, sexta-feira, às 8h, na Escola Municipal Germano Gregório e teremos como pauta a luta pela regularização dos salários. A luta continua e não pode parar!

domingo, 30 de outubro de 2016

Trabalhadores de Maxaranguape ocuparam as ruas no dia 28


Os trabalhadores da Educação em Maxaranguape entraram em greve no dia 13, devido ao atraso no pagamento de salário. Sem respostas concretas da prefeita Maria Ivoneide, a Neidinha (PMDB), um ato público foi realizado no dia 28 de outubro, sexta-feira, às 8h, em frente ao posto de gasolina do município. O protesto também teve como bandeiras a reivindicação da regularização da merenda, atrasada cerca de seis meses, e a melhoria nas estruturas físicas das escolas.

O atraso de salário tem causado grande transtorno entre os trabalhadores, que têm encontrado dificuldades até mesmo para se alimentar; outros tiveram, inclusive, que deixar seus lares, pois não estão podendo arcar com o aluguel. Pensando nisso, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte/RN) Núcleo de Maxaranguape está realizando uma campanha para arrecadar alimentos e ajuda financeira para a categoria.

Para colaborar financeiramente com qualquer valor, o Sinte/RN Regional de Ceará-Mirim disponibilizou uma conta poupança (Caixa Econômica) para depósitos: 00072667-3 – Ag. 1069 – Op 013 em nome de José Farias da Silva, Coordenador Geral do Sinte Regional Ceará-Mirim. A conta está zerada e será apresentado um extrato com a movimentação durante a campanha, para fins de prestação de contas.

Já em caso de ajuda com gêneros alimentícios, estes poderão ser entregues na sede da do Sinte Ceará-Mirim, no horário de 7h às 11h30, situado na Avenida Luiz Lopes Varela, 261, próximo ao Posto Portal do Vale ou telefonar para (84) 3274-4454. Há também postos de entrega em Maxaranguape e em Maracajaú.












quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Ato público em Maxaranguape acontecerá dia 28

Seguimos na luta pela regularização dos salários atrasados dos trabalhadores em educação de Maxaranguape. Há 3 meses a prefeita Neidinha (PMDB) não paga salários e tem causado grandes problemas aos trabalhadores, tanto que alguns tiveram que deixar seus lares por não conseguir arcar com o aluguel.

Assim, o Sinte/RN Núcleo de Maxaranguape convida a todas e todos para o ato público que será realizado no dia 28, sexta-feira, às 8h, em frente ao posto de gasolina do município. Compareçam e vamos à luta!

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Maxaranguape em Campanha Solidária em prol dos trabalhadores em educação com salários atrasados


O Sinte/RN Regional Ceará-Mirim e o Núcleo Provisório do Sinte em Maxaranguape vêm a público comunicar que os servidores municipais da Prefeitura de Maxaranguape estão com seus salários há três meses atrasados e muitos deles estão passando necessidades, pois não têm como manter os seus compromissos em dia, bem como colocar comida na mesa de seus filhos.

A situação é tão grave que tem trabalhador sendo despejados de suas casas, porque não tem como pagar o aluguel. Outros estão com água e energia cortadas, dentre outros problemas inerentes à questão financeira.

Diante dessa situação, estamos realizando uma campanha financeira e de alimentos de forma emergencial, a fim de amenizar a situação de alguns trabalhadores que estão numa situação desesperadora. Quem puder colaborar financeiramente poderá depositar qualquer valor na conta poupança (Caixa Econômica) 00072667-3 – Ag. 1069 – Op 013 em nome de José Farias da Silva, Coordenador Geral do Sinte Regional Ceará-Mirim. A conta está zerada e será apresentado um extrato com a movimentação durante a campanha, para fins de prestação de contas. 

Em caso de ajuda com gêneros alimentícios, poderá entregar na sede da Regional do Sinte Ceará-Mirim, no horário de 7h às 11h30, situado na Avenida Luiz Lopes Varela, 261, próximo ao Posto Portal do Vale ou ligar para 3274-4454. Em Maxaranguape, entregar ao professor Carlos Alexandre (99128-5756) e em Maracajaú, a professora Josefa Cardoso da Silva (99808-5603). Sua colaboração será muito importante!

sábado, 15 de outubro de 2016

Maxaranguape deflagra greve a partir do dia 13


Os trabalhadores em educação de Maxaranguape não aguentam mais esperar por seus salários atrasados há três meses e sem previsão de pagamento. Empenhada na campanha de Marinho (PMDB), a prefeita Maria Ivoneide, a Neidinha, vem ignorando o apelo dos trabalhadores. Agora, com a derrota nas urnas, a categoria quer saber sobre a regularização dos salários atrasados. Sem uma resposta concreta, os trabalhadores se organizam para deflagrar uma greve geral.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Ceará-Mirim (Sinte/RN de Ceará-Mirim) sugeriu, em conversa com a prefeita Maria Ivoneide (PMDB), que procurasse o Ministério da Educação, a fim de buscar um complemento da União, pois a Lei Nacional do Piso Salarial dos Professores e a Lei do FUNDEB garante a solicitação desse complemento. Porém é preciso que a Prefeitura prove que não está podendo honrar com o pagamento dos servidores e terá que abrir a “caixa preta”. Recentemente o Ministério da Educação esteve no RN e concedeu um complemento para alguns municípios do Estado, que por sinal foram poucos, pois a maioria deles estão inadimplentes com a União.

Por que será que Maxaranguape não foi contemplado? Será que a prefeita informou a situação atual do município? Ela já demitiu os servidores que recebem sem trabalhar? E a folha de pagamento que tem servidores que recebem salários diferenciados (na prestação de conta é um valor e no contracheque é outro) ela já resolveu? Já diminuiu o salário que é pago aos comissionados e ao escritório de contabilidade? Precisamos de uma resposta urgente, pois sem salários não dá para sobreviver, manter os compromissos financeiros e principalmente colocar a alimentação para a família.

Diante dessa triste situação, o Sinte/RN de Ceará-Mirim e o Núcleo Provisório de Maxaranguape deflagram uma greve, aprovada em assembleia do dia 13/10, por tempo indeterminado, em defesa do pagamento dos salários atrasados, pela regularidade da merenda escolar de qualidade, pela melhoria nas estruturas das escolas.

Trabalhadores do RN farão ato contra a PEC 241 no dia 21



Servidores públicos estaduais e municipais participaram de uma assembleia geral unificada, na manhã desta quinta-feira (29), na Praça Cívica, em Natal. As categorias reunidas discutiram sobre o atual cenário no Estado, com os constantes atrasos de salários, bem como colocaram em discussão temas como o PLP 257 e a PEC 241, que são no âmbito nacional, mas atingem diretamente todos os servidores públicos.

O Fórum de Servidores do RN, que coordenou a assembleia geral unificada, explanou para os presentes sobre o resultado da reunião realizada com o Governo do Estado, nesta quarta-feira, quando mais uma vez o Gabinete Civil e a Secretaria de Planejamento alegaram não ter condições de pagar os servidores em dia e nem mesmo informaram um calendário de pagamento.

O Fórum dos Servidores colocou em votação e a proposta de paralisação no dia 21 de outubro, uma sexta-feira, foi aprovada pela maioria dos presentes.


O Sinte de Ceará-Mirim disponibilizará um ônibus, que sairá de frente a Escola Ubaldo Bezerra, às 7h30. Compareça!

terça-feira, 27 de setembro de 2016

TODOS AO 29 DE SETEMBRO, DIA NACIONAL DE PARALISAÇÃO!


Esta quinta-feira (29) é dia dos metalúrgicos pararem nacionalmente as atividades contra as reformas Trabalhista e da Previdência. Aqui no RN, várias categorias, entre elas a saúde e a educação, farão uma assembleia unificada na Praça Cívica, em Natal, às 9h da manhã. Contra o atraso de salários, PL 257, PEC 241 e PL 4667. Contra as demissões e ás reformas trabalhistas e previdenciária!

A data é considerada um importante passo na mobilização dos trabalhadores, pois coloca os operários no cenário das lutas e também é essencial para preparar a greve geral no país. Mais de 20 entidades representativas dessa categoria, entre sindicatos e federações vão organizar suas bases para essa paralisação. A CSP-Conlutas está nesta articulação e organiza suas entidades para somarem e participarem com peso neste dia.

Bases importantes do Estado de São Paulo, como o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos (SP), filiado à CSP-Conlutas, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, filiado à CUT, e Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, filiado à Força Sindical, vão parar neste dia, assim como bases de sindicatos em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Goias e Rio de Janeiro.

O chamado para essa paralisação nacional, impulsionado pelos metalúrgicos, foi expandido para outras categorias. Servidores públicos das bases da Fasubra, Andes-SN e Sinasefe, trabalhadores da construção civil de Belém (PA) e Fortaleza (CE) e os bancários em greve também vão engrossar essa paralisação.

Participe! Vamos construir uma greve geral! Os trabalhadores não podem mais esperar. Nos atacam por todos os lados. VAMOS REAGIR!

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Diretor do Sinte/RN de Ceará-Mirim comenta resultado do concurso para professor


Pauta antiga dos trabalhadores em educação de Ceará-Mirim, o concurso para professores da rede pública no município finalmente saiu e já disponibilizou a lista de aprovados. Um dos diretores do Sinte/RN Regional de Ceará-Mirim, Jose Silva, comentou sobre o concurso. Confira:

"Bom dia, meus amigos e amigas! Ontem, 22/09, saiu o resultado do tão esperado concurso público de Ceará-Mirim. É público e notório que o número de vagas ofertadas no certame para professores foi aquém da realidade. Visito às escolas constantemente e conheço a realidade. Existe escola que não tem nenhum professor do quadro. Em audiência com o prefeito, questionamos o número de vagas oferecidos e a resposta dele foi que era uma exigência da Comperve para não aumentar o valor da taxa de inscrição. Daí o motivo do critério de só analisar os títulos de quem estivesse inseridos no total de 10 vezes o número de vagas. Obviamente que não concordamos com esse discurso. Vendo o resultado final do concurso, percebe-se que nem o número que deveria ter sido classificado para a correção dos títulos foi atingido. Isso significa que teremos que travar uma luta com o próximo prefeito (seja ele quem for, pois para mim não faz diferença), a fim de garantir a convocação de todos os professores de Educação Infantil e dos Anos Iniciais logo no início do ano letivo de 2017. Não aceitaremos mais a farra dos contratos. Parabéns a todos os aprovados, me incluindo, é claro e vamos à luta!"

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Sinte convoca trabalhadores(as) em educação para Paralisação Nacional do dia 22


O Sinte/RN convoca as trabalhadoras e trabalhadores em educação da rede estadual e das redes municipais para participar da Paralisação Nacional no dia 22 de setembro. A orientação é que todos os profissionais da educação suspendam suas atividades.

A parada está sendo convocada pelas principais centrais sindicais do país, inclusive à CUT, entidade a qual o Sinte é filiado, bem como pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).

O intuito é reunir os trabalhadores de todas as áreas para protestar contra os cortes de direitos que vêm sendo aplicados pelo governo Temer:

O PLP 257 – Que limita os Planos de Carreira
A PEC 241 – Que congela o Piso do Magistério
O PL 4567 – Que desvincula os royalties do petróleo para educação
A Reforma da previdência – Que acaba com a aposentadoria especial
E o Projeto Escola Sem Partido – Que amordaça os educadores

No dia haverá um debate sobre os projetos de lei que retiram direitos dos trabalhadores. O debate acontecerá a partir das 9h, no auditório do Sinte. Às 17h, com concentração no Midway, será realizado um ato público em defesa da educação e contra a retirada de direitos.


Junto ao Dia Nacional de Paralisação da Educação, no dia 22 de setembro, teremos nossa programação local, que contará com:

Cronograma de atividades

13h - Assembléia do Sinte Extremoz

15h - Plenária Unificada
Local: Universidade Aberta

16h30 - Ato e caravana para Natal

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Temer quer que você trabalhe 12 horas por dia


Dê adeus a sua saúde mental e física, aos momentos de lazer com sua família e amigos e aos sonhos que necessitam planejamento. Temer (PMDB) quer realizar uma reforma nas leis trabalhistas que permitirá que os empresários ponham seus empregados para trabalhar 12 horas por dia, ao invés de 8. Isso dá 48 horas por semana, ao invés de 44.

Adicione isso ao fato de que Temer quer que o trabalhador brasileiro só se aposente aos 70 anos. Ou seja, ele quer que a gente morra de tanto trabalhar e enriquecer os bolsos dos patrões e banqueiros. A desculpa é sempre a crise econômica e quem tem que pagar com sangue, suor e lágrimas é o trabalhador. Essa medida não trará mais prosperidade ao Brasil, muito pelo contrário. Aumentar o tempo de trabalho é uma forma de manter o povo escravizado.

A falácia da meritocracia é dizer que quem quer crescer na vida, se esforça e consegue. Como o trabalhador e os filhos do trabalhador crescerão para uma vida digna se ele não terá tempo de estudar para passar no vestibular? Ou terá tempo para cuidar da saúde? Ou tempo para passar com a família? Como os trabalhadores conseguirão educar seus filhos se passarão mais tempo trabalhando e preso no trânsito? Isso não é progresso, é apenas o velho esquema dos mais ricos que querem manter os mais pobres submissos as suas vontades.

A resposta virá na luta, nos gritos, nas ruas. Trabalhador não é escravo, não é máquina! Fora Temer, Fora Dilma, Fora todos eles!

Fonte: Catraca Livre